Cristina de Middel é uma fotógrafa cujo trabalho investiga a ambígua relação da fotografia com a verdade. Misturando fotografia documental e conceitual, de Middel trabalha com a reconstrução de arquétipos que misturam as fronteiras entre realidade e ficção. Após uma carreira bem sucedida como fotojornalista, Cristina atravessou a fronteira da imagem jornalística. Em 2012 produziu a aclamada série "The Afronauts", que explora a história de um programa espacial falido no Zâmbia nos anos 1960, através de reconstituições encenadas de narrativas pouco claras. Cristina produz constantemente novos conjuntos de trabalhos. As series "This is what hatred did" (2014), "Sharkification" (2015) e "Jan Mayen" (2015), para mencionar alguns exemplos, foram todas publicadas como livros em 2015. O trabalho de De Middle mostra que a ficção pode servir como um assunto para a fotografia tanto quanto a própria realidade, destacando que a nossa expectativa de que a fotografia deve sempre fazer referência à realidade, é falha. De Middel têm participado de diversas exposições internacionais e recebeu inúmeros prêmios e nominações, incluindo PhotoFolio Arles 2012, the Deutsche Börse Prize, POPCAP’ 13, e Infinity Award do International Center of Photography em New York. A artista vive e trabalha no México.

Cantoneira
Cantoneira b
Cantoneira c
Cantoneira d